terça-feira, 7 de junho de 2011

Um pão de malte

Eu sempre amei comidinhas integrais, pão então nem se fala, mas acertar a mão num pão integral sempre foi difícil, geralmente a massa fica pesada, não cresce direito, um horror.

Hoje em dia é modinha beber cervejas especiais, aquelas que custam caro, que são artesanais e que exalam aromas de um sem fim de coisas, existe até beersomelier, vai entender, mas nessa onda de beber cerveja boa, começou a surgir a onda de fazer cerveja boa e pra minha sorte tenho uma amiga que faz cerveja, e faz cerveja muuuuuuuuuuuuito bem por sinal, Kika (ou Clarize Aparecida, kkkk) e no meio do processo um dos resíduos é o bagaço de malte, trem cheio de fibras, muitos nutrientes essenciais, delicinha.
Caça daqui, mexe de lá, procura receita na internet, pira procurando informações nutricionais sobre o dito cujo, descobre que Deus e o mundo faz cerveja por aí e doa o bagaço de malte pros amigos e por fim, cheguei nessa receita lá do Cozinha Pequena, fiz poucas mudanças: não acrescentei cerveja na massa, não que eu não quisesse, mas  não tinha mesmo, na verdade até tenho duas lindas garrafas de London Pride na minha geladeira, mas se eu fizesse pão com elas Kika me mataria, só com o olhar (meeeedo!) e troquei o queijo minas padrão por um queijo mussarela defumado trançadinho e temperado com pimenta calabresa e orégano.

200g bagaço de malte
500g farinha de trigo
2 colheres (sopa) fermento biológico seco
1 colher (sopa) sal
2 colheres (sopa) mel
1 ovo
400ml de leite morno
50g manteiga
100g queijo mussarela apimentado
1 gema batida para pincelar
            - como na minha última tentativa de fazer pão com o malte foi meio frustrante fiz algumas alterações no uso, primeiro descongelei o bichinho, depois coloquei numa vasinha e esquentei por uns 15 minutos no banho-maria, depois passei pelo processador e deixei em pedaços menores, achei que foi mais legal. Junte o malte, o fermento, o sal e a farinha, misture bem, acrescente o mel e o ovo, misture de novo, junte o leite e sove por 5 minutos, junte a manteiga, incorpore na massa e sove mais um pouco, vai ficar bem peguento, unte a mão, faça uma bola grande e deixe sobre uma superfície untada por 15 minutos, retire o ar, estique, enrole e coloque numa forma de pão só untada no fundo, deixe crescer coberto por duas horas, pincele a gema, salpique o queijo e asse em forno pré-aquecido a 180 ºC por aproximadamente 35 minutos.

2 pães com 12 fatias de 0,8 pontos
16 mini-pães de 1,4 pontos.


Vitória da Conquista, 2011

3 comentários:

Anônimo disse...

Desculpa aí gente, mas o meu está guardado! Adooooooooooro!!

Virgínia

Daíse Bernardino disse...

Quem comenta ganha, kkkkk

Anônimo disse...

Agora posso fazer o comentário com conhecimento de causa: adorei! Comi 05 pãezinhos com um café preto feito na hora, aff... Fofinho, temperado, com gosto de quero mais! Ainda bem que tenho mais! hihi

Virgínia