domingo, 4 de setembro de 2011

Por quê eu sou uma mulher afortunada???

Eu posso enumerar um milhão de motivos para minha felicidade imensa, motivos concretos e muitos outros subjetivos.

Eu tenho um marido maravilhoso, que me ama e que me respeita profundamente, que me realiza e me dá muito mais do que sonhei ou preciso.

Eu tenho amigas que me apoiam, me dão o suporte emocional que é preciso pra passar pelas dificuldades da vida.  Porque as vezes é preciso chorar, contar a briga com o marido lindo e rir de coisas que não parecem ter graça, e só amigas são capazes disso.

Eu tenho um emprego que não é o melhor do mundo, mas que me permite rir diarimente com vários alunos figurinhas, que sabem ser incríveis, cada um de um jeito diferente e que me animam acordar e ir trabalhar mesmo nos dias em que a vontade é ficar embaixo das cobertas.

Essa semana eu tenho motivos ainda maiores para me sentir riquíssima, eu e Fer completamos 10 anos de união.  Casamento é coisa séria, mas é coisa boa também e precisa muito ser celebrado.  Celebraremos esta boda cercados de amigos e para recepcioná-los é claro que vou cozinhar!!

Eu já tinha pensado tudo, cardápio, sobremesa, decoração, mas... Kika e Luiz, nossos amigos cervejeiros, fizeram 25 litros de uma cerveja especial, com sabores escolhidos por Fernando, como presente pra nós dois. Não entendo dessa coisa de malte, lúpulo e nomes formais das cervejinhas (porter, ale, larger??), só posso dizer que ela é uma cerveja escura, mas leve, que tem um sabor de café/chocolate e uma espuma tão cremosa, mas tão cremosa que dá pra comer de colher, hehehe.

Agora minha geladeira é morada de parte das Mata Branca Bernardino's Blend e tenho alguns dias pra decidir o novo menu, já sei qual vai ser a sobremesa, e já pensei no bolo, tenho certeza que vai rolar a farofa do dia do casamento (um espetáculo) e a salada de ameixa fresca que fiz na semana passada, mas ainda falta muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito pra pensar, pra decidir, pra testar e pôr em prática.

Vamos curtir essa semana que será animada e feliz, porque eu, eu sou uma mulher muuuuuuuuuuuuito afortunada mesmo!

2 comentários:

Morena disse...

ai meu Deus!
queria tanto ser duas no sábado!

Daíse Bernardino disse...

Mas Mó, presença espiritual também conta :)